Nas eleições municipais de 2020, assuma o compromisso de votar em candidatos que assumem os ensinamentos do Papa Francisco na Encíclica Laudato Si’, e apresentam uma agenda comprometida com a justiça socioambiental em seu município.

Este ano, vamos eleger prefeitos e vereadores. Na Encíclica Laudato Si’, ao falar em política e em compromisso social, o Papa Francisco afirma que “O amor, cheio de pequenos gestos de cuidado mútuo, é também civil e político, manifestando-se em todas as ações que procuram construir um mundo melhor”. Esse amor, segundo ele, não se exprime só nas relações entre os indivíduos mas, como disse Bento XVI, nas “macrorrelações como relacionamentos sociais, econômicos, políticos” (LS 231).

Votar de acordo com os ensinamentos da Laudato Si’ nos leva a “ouvir o grito da terra e o grito dos pobres” (LS 49). Na perspectiva da Ecologia Integral, de que tudo está interligado, a defesa do bem comum (LS 156) e o compromisso com a justiça socioambiental devem ser os princípios que guiam a gestão municipal.

Assim, assuma o compromisso de votar em quem garanta a justiça socioambiental e analise se as candidaturas e seus partidos asseguram:


.

Direito à Terra e ao Teto (Laudato Si’ 152):

Garanta o cumprimento da função social da propriedade nos imóveis ociosos, públicos ou privados, sobretudo àqueles localizados em regiões mais bem dotadas de infraestrutura; Suspenda os processos de despejos e remoções para que nenhuma família seja despejada de sua casa sem alternativa digna; Proponha Leis que estimulem a regularização fundiária de bairros e comunidades que existem em nossa cidade, na zona urbana e rural.

Educação pública, gratuita e de qualidade (Laudato Si’ 211, 213, 215):

Garanta o direito à educação pública e de qualidade e que reconheça, respeite e valorize os professores e professoras; Efetive políticas públicas de educação que garantam a formação integral de educadores e estudantes, incluindo disciplinas sobre justiça socioambiental, meio ambiente, estilos de vida e outros temas referente a relação da humanidade com a natureza.

Participação popular (Laudato Si’ 150, 183):

Fortaleça as instâncias colegiadas de formulação, implementação e controle das Política Públicas, tais como Conselhos e Conferências (Saúde, Educação, Segurança Pública, Agricultura Familiar) e assegure o processo de Orçamento Participativo.

Acesso à Saúde integral (Laudato Si’ 20, 129):

Defenda, amplie e fortaleça o Sistema Único de Saúde (SUS) e garanta o enfrentamento efetivo à Pandemia do COVID; Apoie a Soberania Alimentar e a produção livre de agrotóxicos dos pequenos produtores rurais, incentivando a comercialização em feiras livres e agroecológicas.

Saneamento básico público e universal (Laudato Si’ 30):

Assegure o abastecimento de água potável, o esgoto sanitário, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos, o controle dos meios transmissores de doenças e a drenagem de águas pluviais.

Transporte público de qualidade (Laudato Si’ 26, 153):

Efetive políticas de mobilidade urbana que garanta transporte público, de qualidade, e movido por energias mais limpas e renováveis; se comprometa com o enfrentamento da crise climática e garanta uma cidade livre de poluição atmosférica e de doenças respiratórias.

Acesso integral a uma cidade inclusiva, verde e sem violência (Laudato Si’ 44, 45):

Defenda espaços públicos e acessíveis para toda comunidade, principalmente nas periferias, com áreas verdes e de lazer, ciclovias, atividades coletivas, promovendo a segurança, a cultura, o encontro e a melhoria na qualidade de vida da população.

Uma cultura de paz (Laudato Si’ 92, 200):

Se posicione a favor de políticas de paz, a nível estadual e federal, pela superação de todas as formas de violência contra as populações marginalizadas (racismo, misoginia, homofobia, xenofobia e afins) e contra o meio ambiente.

Recursos

Seja um multiplicador! Baixe os recursos disponíveis e leve essa ideia para sua comunidade.

Essa iniciativa é promovida por